quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

Há momentos


Há momentos p'ra Amar ao pôr-do-sol;
Há momentos p'ra Brindar ao novo-dia;
Há momentos p'ra Cantar que se é livre;
Há momentos p'ra Dançar em sintonia;
Há momentos p'ra Esperar aquele sorriso;
Há momentos p'ra Falar dos nossos sonhos;
Há momentos p'ra Galantear sempre à chegada;
Há momentos p'ra Homenagear a integridade;
Há momentos p'ra Imaginar a paz na terra;
Há momentos p'ra Justificar nossas ausências;
Há momentos p'ra Libertar crises estéreis;
Há momentos p'ra Murmurar: "gosto de ti";
Há momentos p'ra Namorar só de mãos dadas;
Há momentos pr'a Observar o azul do céu;
Há momentos pr'a Perdoar sem condição;
Há momentos pr'a Questionar tantos porquês;
Há momentos pr'a Reconquistar o coração;
Há momentos pr'a Saborear pequenos gestos;
Há momentos pr'a Trautear a descoberta;
Há momentos pr'a Ultrapassar os nossos medos;
Há momentos pr'a Virar aquela página;
Há momentos pr'a Xingar porque "ele há dias...";
Há momentos pr'a Zarpar só no momento...
Mas....
verdadeiramente:

OS MOMENTOS SÃO TODOS AQUELES QUE CONSIGO AGARRAR PARA SER
E FAZER
FELIZ...

Poema escrito por Esmeralda.
Fotografia tirada no dia 23 de Dezembro de 2007, na Serra, em Brunhoso.

1 comentário:

fati g. disse...

olá querida esmeralda,até que enfim vi os teus «momentos» lindo!!!ainda estou surpresa com essa tua veia artística, que eu desconhecia.que lindo dom que Deus te deu, não o desperdices...
parabéns.
mil beijos desta prima( que tu sabes)gosta muuuito de ti.mil bjinhos